6 fatores na hora de escolher seu travesseiro Rede Albatroz

Sabe aquele dia em que você acorda com o corpo moído? Ou quando tem dificuldade para dormir à noite toda? O seu travesseiro pode ser o responsável!
O travesseiro tem o poder de proporcionar uma noite de sono incrível e sem dores no dia seguinte, mas é preciso saber escolher um adequado.
Alguns fatores como o material, altura e até sua posição ao dormir, fazem toda a diferença na hora de escolher um travesseiro que favoreça sua postura e o relaxamento na hora de dormir.
Por isso, trouxemos 6 fatores que você deve considerar na hora de escolher o seu travesseiro ideal.

O que avaliar ao escolher o travesseiro?

1. Posição ao dormir

O primeiro passo é identificar a posição em que você se sente mais confortável para o sono.
É importante lembrar que, independente da posição, o travesseiro deve preencher completamente o espaço entre a cabeça e o colchão, mantendo a coluna cervical alinhada com o tronco.
Um bom teste é deitar-se com o travesseiro e verificar se o pescoço está retinho: se estiver voltado pra cima ou para baixo, escolha outro modelo.

Pra quem dorme de lado

Esta é a posição mais recomendada pelos fisioterapeutas, tanto faz se é do lado direito ou do lado esquerdo.
Se você dorme de lado, deve usar um travesseiro para apoio da cabeça, em uma altura que se encaixe perfeitamente entre ela e o colchão, formando, assim, um ângulo de 90 graus entre ombro e pescoço, proporcionando total alinhamento da coluna.

Pra quem dorme de costas

Nesse caso, o travesseiro deve ser baixo ou médio para apoiar a cabeça, preencher o espaço entre a cervical e a nuca e evitar a hiperflexão do pescoço.
É recomendado também que nesta posição os joelhos estejam semiflexionados e com um travesseiro embaixo deles, para proporcionar descanso e apoio para a lombar.

Pra quem dorme de bruços

Esta posição não é aconselhada por médicos e especialistas, por prejudicar a coluna cervical e forçar a musculatura do pescoço.
Mas se não for possível dormir em outra posição, é recomendável utilizar dois travesseiros bem baixos, sendo um para apoio da cabeça e outro embaixo do abdômen, na altura da curvatura da cintura.

2. Material

Viscoelástica

Você já deve ter ouvido falar dos travesseiros da Nasa, não é mesmo?
Eles são feitos com espuma viscoelástica, que é super flexível e adapta-se ao contorno da sua cabeça e pescoço.

Pena de ganso

Os famosos travesseiros com pena de ganso têm um ótimo efeito de mola, sendo capazes de suportar até 80 mil vezes o seu peso.
São extremamente confortáveis, mas não são recomendados se você costuma ter crises alérgicas.

Látex

Os travesseiros de látex também são populares e podem ser feitos de material natural, como é o caso da seiva da árvore seringueira.
Ele também tem alta adaptabilidade, mas pode causar estranheza pelo seu cheiro forte.

Microfibra

Já o de microfibra siliconado, também bastante procurado, é feito de poliéster, um material derivado do petróleo. Sua composição oferece alta durabilidade, mantendo as propriedades originais do produto por bastante tempo.
Ele também é adequado para alérgicos, crianças e adultos.

Espuma

Outro modelo conhecido é o de flocos de espuma, montado a partir do recorte de espumas comuns.
Ele é macio e permite a circulação de ar graças aos espaços entre uma espuma e outra, no entanto, não é adequado para quem se mexe muito de noite, porque pode ficar desarrumado, fazendo com que o usuário perca a sustentação do pescoço.

3. Altura

A altura do travesseiro deve ser baseada no seu tamanho, peso e posição que dorme e a altura pode variar dependendo do material que o travesseiro é feito.
A altura do travesseiro deve sempre manter a espinha alinhada, caso contrário você vai dormir numa posição incorreta durante o sono e, claro, sentir incômodos e dores no dia seguinte.
Por isso, o ideal aqui é testar na hora da compra e buscar um travesseiro que tenha uma altura confortável e que mantenha uma boa postura.

4. Fronha

É com a fronha que nossa pele tem um contato direto, e, por isso, buscar um tecido que não provoque irritação é fundamental.
Sendo assim, passe longe de látex ou borracha e escolha materiais mais suaves e mantenha sempre a clássica fronha branca, porque cores escuras esquentam mais e a tintura pode aumentar o risco de uma crise alérgica.
Há também opções de fronhas antiumidade e antiácaros, que aumentam a durabilidade do travesseiro e reduzem a quantidade de ácaros e bactérias.

5. Antialérgicos e ortopédicos

Outro fator a se considerar é se você é alérgico ou possui problemas na coluna.
Nesses casos, a melhor opção é encontrar um travesseiro que seja antialérgico ou ortopédico.
Para os alérgicos, travesseiros de penas, por exemplo, podem ser muito confortáveis, mas também têm maior potencial de desencadear crises.
Existem diversas opções de materiais antialérgicos e capas antiácaros que vão garantir uma noite tranquila.
Já para problemas ortopédicos, é necessário consultar o seu médico para que ele indique uma opção que irá ajudar a corrigir e amenizar possíveis dores.

6. Opções extras

Hoje em dia o mercado está cada vez mais atualizado e vem trazendo opções para todos os gostos.
Você pode colocar um extra, seja pra ter mais conforto, porque você gosta de produtos sustentáveis ou para lidar com aquele ronco durante a noite.
Existem, por exemplo, travesseiros feitos de bambu que são excelentes para as pessoas que são mais conectadas com a natureza e prezam pela preservação, já que o modelo é sustentável.
Ele tem um toque super macio e se parece muito com os modelos da NASA, que adaptam-se ao seu sono e o melhor, ele fica fresco no verão e quentinho no inverno, porque a celulose tem 2º C de diferença dos outros tecidos.
Agora, se seu problema é com refluxo ou ronco, também existem opções com uma maior inclinação da cabeça, que favorecem a respiração e evitam esses problemas.
E então, você já imaginava que é preciso prestar atenção a todos esses fatores na hora de comprar um travesseiro?
Agora é hora de colocar os ensinamentos em prática. Escolha seu travesseiro ideal na Rede Albatroz mais próxima.

 

E então, você já imaginava que é preciso prestar atenção a todos esses fatores na hora de comprar um travesseiro?

Agora é hora de colocar os ensinamentos em prática. Escolha seu travesseiro ideal na Rede Albatroz mais próxima e aproveite para seguir nos seguir nas redes sociais e compartilhar com um(a) amigo(a) que vai amar essas dicas. Veja mais dicas em nosso blog. 

Veja nosso Facebook. Nos siga no Instagram. Acompanhe nosso YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu
oscript>